Medicina preventiva – MV. Gilberto Donizete Gardin Zani

O QUE É?
A prevenção de doenças e de alterações do metabolismo fornece ao tutor, ao animal e ao médico veterinário uma segurança maior do que se trata de precaver afecções que podem acometer animais e levá-los à situações patológicas sérias.
Levar seu animal para um atendimento veterinário no momento em que ele se encontra doente é muito importante! Mas será que checkups e avaliações periódicas com o seu clínico geral ou especialista de preferência, não fariam o seu animal ficar doente? Muitas vezes algumas doenças podem ser diagnosticadas antes mesmo do animal apresentar manifestações clínicas (sintomas) e isso pode, sem dúvida, salvar a vida de um animal! Portanto a medicina preventiva é de extrema importância para manter a saúde dos pets e pessoas que com eles convivem.

SITUAÇÕES GERAIS:
Ao levar seu pet para um atendimento veterinário, o profissional qualificado irá avaliar não somente a queixa que o tutor faz no consultório, mas também uma inspeção clínica no atendimento que tem uma importância ímpar e essencial! Facilitando a detecção de alterações não visualizadas pelo tutor, presença de parasitas (verminoses, carrapatos, pulgas, piolhos etc); A inspeção da carteirinha de vacinação fará o seu pet sempre estar com as vacinas em dia, evitando aquelas doenças que já temos um “antídoto” no mercado! Imagina só você sair de uma consulta, sabendo que seu pet está imune a muitas doenças graças à vacinação que está atualizada e carimbada por um médico veterinário? Sua tranquilidade para passeios e viagens estará presente!; todos os tutores de animais têm dúvidas sobre alguns assuntos, mas a alimentação é recordista em dúvidas! Nada melhor do que ir para uma consulta de rotina para avaliação geral de um animal e ainda sair de lá com todas as dicas de rações ou de alimentos que podem ou não ser ingeridos! Que tal? Intervalo de tempo entre avaliações: o período depende de cada situação! Existem animais hígidos (saudáveis sem doenças) que podem realizar consultas de rotina a cada 6 ou 12 meses; animais filhotes devem ser acompanhados durante o crescimento e desenvolvimento mensalmente, até pelo menos seus 6 meses de idade e assim, de acordo com a orientação do médico veterinário que está atendendo (semelhante ao que se faz com crianças recém nascidas); alguns pacientes que possuem doenças crônicas, precisam fazer acompanhamento a cada 2 a 3 meses, ou até menos, de acordo com cada situação! A recomendação sempre deve ser dada por cada profissional em cima de cada situação específica; para os animais idosos, a avaliação e as visitas ao profissional veterinário também deve ser feita de acordo com cada situação, mas não podendo passar de 6 meses entre uma avaliação e outra!
Lembrando que a idade dos filhotes funciona mais ou menos assim: Os filhotes atingem a fase adulta, em média, com 12 meses de idade. A partir desse período são considerados adultos e iniciam a fase senil (idosos) a partir dos 7 ou 8 anos.
A importância da prática da medicina preventiva fornece benefícios ao animal, permitindo assistência médica periódica e proteção contra patógenos que se pode combater; fornece benefícios ao tutor, conferindo-lhe uma segurança sobre a situação clínica do animal e uma possibilidade muito maior de que esse animal viva muito mais tempo ao seu lado e; fornece benefícios ao profissional veterinário, por poder identificar todas as alterações precocemente e atuar de uma maneira preventiva, conseguindo atingir o sucesso terapêutico/médico com muito mais agilidade e acessibilidade!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A proteção dos dados pessoais é muito importante para o Grupo Vet Popular, com isso estamos implementando medidas de segurança e a continuação do uso do nosso site confirma a sua aceitação