Atualmente, a relação entre tutor e pet mudou, visto que muitos donos consideram os animais de estimação como membros da família. Uma pesquisa de cientistas austríacos confirma que essa conexão faz com que cães desenvolvam uma personalidade parecida com a de seus donos.

Devido a essa aproximação, diversos pets não só se comportam de maneira semelhante como também acabam desenvolvendo doenças típicas dos humanos, como estresse, ansiedade, hiperatividade e entre outras.

Para evitar o sofrimento dos bichanos, foram criados os florais petcare, medicamentos em gotas à base de plantas que tratam as patologias de maneira menos invasiva, apresentando pouco ou nenhum efeito colateral.

Conheça um pouco mais sobre os florais petcare e considere a possibilidade de tratar seu amiguinho com medicamentos fitoterápicos. Confira!

O que são florais?

Os florais para pet são medicamentos obtidos a partir de flores que não possuem princípios ativos, portanto, não causam efeitos colaterais. Segundo a médica veterinária Pâmela Pereira Macedo, que atua no hospital Vet Popular, os florais pet podem ser benéficos pois preservam a saúde do animal: “não afetam o estômago, os rins, o fígado, entre outros”, afirma.

Outro fator é que o tratamento pode ser iniciado em qualquer fase da vida do bichano, e pode ser encerrado sem causar nenhuma reação negativa, visto que o medicamento natural não causa dependência nem mudança de comportamento.

São eficientes?

Tanto para os humanos quanto para os pets, os florais têm como função equilibrar as emoções, por isso, os fitoterápicos podem ser tão eficazes quanto à alopatia, que são os medicamentos tradicionais encontrados na farmácia. Segundo a Dra. Macedo, antes de comprar um floral pet, o tutor deve checar a procedência, para chegar a um resultado satisfatório.

Quando usar?

É indicado usar florais quando o cão ou gato apresentar problemas comportamentais, como estresse, depressão, ansiedade, agressividade, hiperatividade, pânico, medo, ciúmes e gravidez psicológica. Antes de iniciar o tratamento, é essencial fazer uma visita ao veterinário para receber orientações sobre qual o melhor medicamento.

Para Pâmela Macedo, a avaliação médica ajuda na eficácia do tratamento, pois dependendo da debilidade do animal, o procedimento pode ser isolado ou com ajuda de outros medicamentos: “existem casos onde há a necessidade de associar o tratamento fitoterápico com o uso de antibióticos ou anti-inflamatórios para que consiga chegar a um resultado satisfatório”, ressalta a veterinária.

Como aplicar?

Não há contraindicações para o uso do floral pet, mas aplicar o medicamento pode parecer uma tarefa difícil, visto que muitos animais se recusam tomar. Pensando nisso, a Dra. Macedo, médica veterinária, dá algumas dicas e sugestões de aplicação:

  • Coloque o floral diretamente na boca do animal;
  • Dilua o medicamento no potinho de água. Esse método é eficiente pois o pet certamente tomará todo o conteúdo do recipiente e o tutor terá um controle maior sobre a dosagem;
  • Aplique-o na pele do animal. Algumas regiões como patinhas e orelhas absorvem melhor os florais;
  • Pingue o floral no petisco que ele mais gosta.A cada dia que passa os animais fazem mais parte da família, sendo incluídos em diversas atividades rotineiras do grupo familiar. Devido a essa conexão, alguns animais podem “imitar” as características dos donos, desenvolvendo doenças típicas de humanos. Por isso, foram criados os florais petcare, medicamentos fitoterápicos eficazes para transformar comportamentos negativos em positivos.

Hospital Zona Leste

Av. Conselheiro Carrão nº 2694 Vila Carrão
(11) 2093-0867

Hospital Zona Norte

Avenida Guapira nº 669 Tucuruvi
(11) 2982-6070

Centro de Diagnósticos

Av. Conselheiro Carrão nº 2654 Vila Carrão
(11) 2090-0610